31.7.14

Quem são as figuras que estão no Padrão dos Descobrimentos?

. 31.7.14


O edifício primitivo do Padrão dos Descobrimentos que Cottinelli Telmo esboçou e Leitão de Barros e Leopoldo de Almeida deram forma mental e plástica, foi erguido em 1940 por ocasião da Exposição do Mundo Português. Originalmente, era constituído, na sua parte arquitectónica, por uma leve estrutura de ferro e cimento, sendo em estafe a composição escultórica formada por 33 figuras, tendo como figura máxima o Infante D. Henrique.
Em Belém, reergueu-se o Padrão dos Descobrimentos em betão revestido de pedra rosal de Leiria, no decorrer das Comemorações do 5º Centenário da Morte do Infante D. Henrique. O monumento foi inaugurado a 9 de Agosto de 1960.

Posteriormente, a República da África do Sul ofereceu para decoração do terreiro de acesso, uma Rosa-dos-Ventos com 50 metros de diâmetro, executada em mármores de vários tipos, contendo um planisfério de 14 metros. Naus e caravelas embutidas marcam as principais rotas dos Descobrimentos Portugueses. A autoria do desenho é do Arq. Cristino da Silva.
http://www.guiadacidade.pt/pt
Lado Este


Lado Oeste

Wikipédia
Ler Mais ►

Pirataria, crime, "Madoff" e "BPN" no caso GES/BES


1  Antes de mais: o Banco de Portugal prometeu que não deixaria falir o BES - fosse qual fosse o prejuízo. O banco será intervencionado pelo Estado ou vendido, mas é demasiado importante para fechar. Numa expressão famosa, "too big to fail". E esta é a salvação dos depositantes e trabalhadores. Posto isto, o problema GES é colossal. A estrutura do Grupo Espírito Santo cruzou negócios e escondeu dívidas tão bem, e por tantos países e off-shores, que não houve bancos de Portugal, do Luxemburgo ou da Suíça capazes de desemaranhar tanta "engenharia financeira". Um BPN em ponto grande. O resultado está à vista no BES: são precisos mais de três mil milhões de euros para limpar a casa - fora os milhões de milhões de buracos noutras praças financeiras com que Ricardo Salgado vai ter que se entreter. É que os tribunais, lá fora, não funcionam à "velocidade BPN". E se o que Salgado cometeu não é crime financeiro, o que será crime?

2  Vejamos a situação à lupa. Percebe-se agora muito bem o esforço titânico do presidente do BES para não pedir ajuda ao fundos da troika. Imagine-se o que seria alguém entrar para dentro da administração do BES e impedir criminosos empacotamentos de dívida decididos pela administração de forma a que o mais simplório cliente do balcão comprasse papel comercial BES - sempre com o embrulho da santidade e solidez da marca (embora, por dentro, estivesse o financiamento para sociedades falidas como a Rioforte ou a Espírito Santo Investimento). Qualquer novo administrador fora da quadrilha que dirigia o BES não ficaria em silêncio perante uma decisão da CMVM (Comissão de Mercado de Valores Mobiliários) de impedir a venda, por exemplo, de papel comercial em subscrição pública, e depois o tio Ricardo contornar o regulador (dividindo os lotes abaixo dos 150 subscritores para que a operação fosse privada), deixando a CMVM de mãos atadas...

É neste ponto que Salgado se equipara ao americano Bernard Madoff, que depois de perder biliões de dólares e perceber que o buraco não tinha fundo, continuou a receber depósitos para que os que chegavam pagassem aos que iam saindo sem nunca chegar a ver o momento em que o dinheiro não chegava. Mas esse dia chega sempre. E as operações que agora o "novo BES" avalia em perdas de três mil milhões de euros são fruto deste crime, agora totalmente à vista.

Esqueçam se Salgado era ou não o nosso último pirata desde a saga dos Descobrimentos, um especialista em off-shores ou então essencialmente um perverso lobista que levou muitos políticos a adjudicar obras públicas que demoraremos décadas a pagar. Isso é o passado - uns calaram, outros aproveitaram, outros não. Mas a operação Monte Branco é o menor dos males para o DDT ("Dono Disto Tudo"), é coisa de caução e décadas para a justiça portuguesa. Quando aparecerem os "chuis" da Bolsa de Nova Iorque, é que vamos ver.

3  Repare-se nesta pérola: o Banco de Portugal e a CMVM obrigam o banco a fazer uma provisão de 700 milhões para assegurar o pagamento de papel comercial que ilegitimamente o BES colocou através do balcão. O que fez o líder de uma casa respeitada há 150 anos? Dá a Tranquilidade como penhor - que, na altura, se dizia já valer apenas 300 milhões (erro de quem aceitou...). Mas pior: fez a Tranquilidade subscrever 150 milhões de euros de papel comercial da sua marca mais falida, a Rioforte. Resultado: agora que é preciso vender a Tranquilidade para pagar aos aforradores, ela não vale quase nada. Em termos líquidos, dos 700 milhões de garantias, restam 50... Bom, e ainda há quem ache que se está a bater em Ricardo Salgado por ele estar na mó de baixo. Esta tese não resiste a um dos mil factos todos os dias a surgirem na praça pública.

4  A vida, entretanto, continua. O Governo assinou ontem o acordo com a União Europeia para gerir 25 mil milhões de euros do novo quadro comunitário, enquanto, em simultâneo, suspende os apoios à contratação de desempregados de longa duração ou de estágios para jovens - ambos sem aviso prévio e supostamente para piorar as condições de acesso, porque não há dinheiro. Faz o mesmo com os apoios à agricultura, considerando-se incompetente para gerir tamanho sucesso. Não se pode confiar um minuto nas regras do Governo.

Por Daniel Deusdado
Ler Mais ►

EUA lançam navio de guerra mais caro do mundo



O navio de guerra mais poderoso do mundo é, também, o mais caro: o novo destróier americano Zumwalt, o DDG 1000, custou US$ 7 biliões - preço do desenvolvimento do projecto, mais a construção da primeira unidade de uma série de três. Descontado o investimento, só o navio saiu por US$ 1,4 bilião.
"É um 'drakar' da idade da tecnologia", afirma Júlio Penteado, engenheiro naval com especialização militar, comparando o destróier às embarcações dos guerreiros vikings - os mais temidos da Europa há 1.200 anos. Para o engenheiro, o desenho revolucionário do Zumwalt e as inovações que incorpora, "estabelecem referências que não poderão ser ignoradas no planeamento das frotas modernas".
Nada é convencional no novo navio. O uso dos materiais compostos no casco e de nódulos de titânio (apenas na torre de comando) tornam o destróier quase invisível ao radar e a sensores eletrônicos. A representação nos radares de busca equivale à de um barco de pesca de pequeno porte. Nas máquinas, um sistema de troca de calor reduz a temperatura e evita a localização pela emissão de ondas térmicas.

O DDG-1000 é definido pela Marinha dos EUA como um navio para múltiplas missões, lançador de mísseis, "dedicado a ataques contra alvos em terra". É mais que isso. O lote pretendido inicialmente, de 32 unidades, deve chegar a 24 contratadas até 2030, com expectativa de vida útil para  além de 2060. "Ele será o suporte da política de Defesa dos EUA na região da Ásia e do Pacífico", afirma o analista Jay Korman, lembrando que "o preço proibitivo destas primeiras embarcações será inevitavelmente reduzido na sequência do contracto".
O processo de custos já começou. O segundo navio da classe, o Lyndon B. Johnson, terá a ilha de comando executada apenas em aço com revestimento especial para se seconder do  radar de um eventual inimigo. Jay acredita que a medida implicará "redução nos custos na ordem dos US$ 220 milhões". Com 180 metros de comprimento - o tamanho de um campo e meio de futebol - o impressionante Zumwalt é o maior destróier americano.


 Escassamente tripulado, com 140 militares, tem grande poder de fogo. Pelo menos 80 mísseis de cruzeiro Tomahawk - com alcance entre 800 e 1.300 quilômetros e ogiva de 450 quilos - de alta precisão, combinados com os Sparrow, antiaéreos, foguetes e torpedos, compõem o arsenal regular. A artilharia fixa usa granadas propelidas capazes de cobrir até 100 quilômetros. Dissuasão.

O novo destróier é o sucessor de uma classe extremamente bem-sucedida, a Arleigh Burke, iniciada em 1991, e da qual foram entregues 62 navios. "Esperamos do DDG-1000 que seja invisível ao inimigo, que possa ver tudo com o seu inacreditável sistema sonar-radar e, combinando tudo isso com a maciça capacidade de ataque, signifique um decisivo elemento dissuasivo - é o nosso futuro", disse o então secretário de Defesa, Leon Panetta, no Congresso, em 2012.

Diferente de qualquer outro, o destróier praticamente não tem estruturas externas.
A tripulação raramente será vista. Para compensar esse regime, os estaleiros Huntington Ingalls e seu associado Bath Iron, garantem ter criado "espaços com a dimensão do conforto humano", explicitado nos alojamentos, áreas de lazer e refeitórios. A façanha parece difícil num casco estreito (máximo de 24 metros) e por isso sujeito a oscilações que exigem controle eletrônico em condições adversas de clima.
Ler Mais ►

Se bem percebo...



O PS considera Maria Luís indispensável pelo que certamente a convidará para permanecer na pasta das Finanças caso ganhe as legislativas.

by helenafmatos
Ler Mais ►

30.7.14

Lendas Históricas - A Batalha dos Padrões

. 30.7.14


O lendário episódio que se segue remonta ao tempo em que os Mouros ainda povoavam meio Portugal.

Há muitos, muitos anos, os Portugueses e os Mouros defrontaram-se numa batalha não muito longe da aldeia de Padrões (Freguesia de Portela do Fojo). Foi uma batalha tão dura e renhida que, a dado momento, só restava um punhado de Portugueses pelo que estes tiveram de se retirar, pois estavam na eminência de perder o confronto. Assim, montaram nos seus cavalos e começaram a fugir em debandada pelos montes, serra acima, em busca de um refúgio para não serem chacinados.

Mas os Mouros não se contentavam com o simples abandono do campo de batalha pelos Portugueses, tinham de se apoderar da bandeira de Portugal. É que naquele tempo a honra era muito importante e uma batalha só estava ganha quando o exército vencedor caçava a bandeira dos vencidos. Assim, partiram rapidamente no encalço dos Portugueses.

Estes logo se aperceberam das suas intenções, mas sabendo que ali perto estava implantada a Quinta de Padrões – qual castelo fortificado – que pertencia a nobres portugueses rumaram em sua direcção. É que para dentro dela só entrava quem os fidalgos deixassem.
Confiantes de que no seu interior encontrariam a protecção de que necessitavam para conservar as suas vidas e a honra de Portugal continuaram a galope, sempre com a bandeira nacional em punho, com os terríveis Mouros na sua peugada.

Só que quando chegaram à dita Quinta deram com os seus portões fechados. Apesar dos seus alertas, ninguém abria os portões àqueles bravos cavaleiros. E os Mouros cada vez mais perto.

Então, para evitar a derrota portuguesa, atiraram com a bandeira para o interior da Quinta e partiram novamente serra acima para salvar as suas vidas.
Os Mouros, esses, não conseguiram capturar a ambicionada bandeira. A honra de Portugal estava salva no interior das "armas reais".

Fonte Biblio AA.VV-Pampilhosa da Serra, Crendices, cultura e tradição
http://tradicao.com.sapo.pt/contos.htm - Informante; Gracinda Piedade das Neves, Portela Do Fojo (Pampilhosa da Serra)


Ler Mais ►

Juízes e Diplomatas acima da lei


Juízes e diplomatas não pagam CES sobre pensões.
Aos juízes do TC não se aplica a CES.
A CES não se aplica às suas pensões devido a uma norma do Orçamento do Estado que abre uma excepção para as "pensões e subvenções automaticamente actualizadas por indexação à remuneração de trabalhadores no activo".
Se não fosse esta norma, «oportunissimamente» introduzida na Lei do Orçamento, a CES teria sido certamente chumbada.
Esta gente já beneficia (não sei por que razão…) com a indexação das suas pensões aos trabalhadores no activo!
E agora, outra benesse: - não pagam CES!!! Têm direito a carros topo de gama. Recebem as reformas por inteiro em caso de incapacidade por doença do foro psiquiátrico. Auferem subsídio de renda de casa, no valor mensal de 750,00€, mesmo morando em casa própria e mesmo quando reformados.
Para alem disto tudo os juízes têm transporte gratuito, mesmo depois de jubilados e se foram dois juízes casal, ambos têm direito a subsídio de renda de casa, apesar de viverem no mesmo espaço. E mais, sobre este valor não incide qualquer desconto.
Afinal nem todos os reformados com pensões elevadas saem a perder com a decisão do Tribunal Constitucional (TC).
Os juízes e os diplomatas jubilados não são afectados pela polémica contribuição extraordinária de solidariedade (CES), viabilizada pelos juízes do TC. E com a decisão do TC passam também, como qualquer funcionário público, a ter direito a subsídio de férias.
Que gente esta! Eis a explicação para o "NÃO CHUMBO" da CES.
Protegem-se a todos os azimutes e armadilham tudo à volta. E o Governo alinha…
E depois vêm falar de equidade, justiça social, etc. e tal…

Barra da Costa
Não votem em corruptos, pensem!  
Ler Mais ►

O que será preciso mais...?

É de todo direito perguntar, o que será preciso mais, para demonstrar o "modus operandi" dos terroristas do Hamas?

Desde o testemunhado lançamento de rocktes, de pátios de Escolas com crianças lá dentro, de pátios de Hospitais, junto a edifícios da ONU  inclusive "usando ambulâncias da ONU"  para se  fazerem transportar com os misseis Qassam... O que mais será preciso, para demonstrar que este grupo terrorista, apoiado fortemente pelo ISIS, pela Irmandade Muçulmana e claro
pela Jihad islâmica e  financiados pelos
 Aiatholas iranianos só pretendem sangue.


O jornal Público de hoje escreve:

«ONU volta a encontrar rockets escondidos nas suas instalações.
Israel define próximos passos e palestinianos reúnem no Cairo.
A ONU revelou que voltou a encontrar rockets escondidos numa das suas escolas em Gaza (foi a terceira vez que foi feita uma descoberta deste tipo) e acusou o Hamas de pôr em risco a vida de civis palestinianos. 

"Trata-se de mais uma violação flagrante à premissa da nossa neutralidade. Pedimos a todas as partes em conflito que respeitem a propriedade da ONU" disse Gunness.

Israel acusa o Hamas e outras organizações militares palestinianas de escolherem zonas próximas das instalações da ONU de forma a tentar evitar a sua destruição. Mais de 200 mil pessoas refugiaram-se nos edifícios da ONU na Faixa de Gaza. 

Esta quarta-feira, o gabinete de segurança israelita vai reunir para fazer o balanço da operação em Gaza e definir os próximos passos. O lado palestiniano ruma ao Cairo, para uma ronda de negociações sobre um possível cessar-fogo com o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmoud Abbas, e representantes do Hamas e da Jihad. Uma primeira proposta de paz egípcia foi rejeitada pelo Hamas, que exige o fim do bloqueio económico israelita à Faixa de Gaza.»

Ambulâncias da ONU sendo usada para transporte de terroristas.

Porque razão o Hamas, esconde-se  debaixo das saias das enfermeiras nos hospitais e refugiam-se nas escolas carregadas de crianças. Eles sabem que, lhes pode acontecer o que vão ver no vídeo seguinte, se não tiverem escudos humanos principalmente crianças  para os proteger!


Até quando as nossas TVs e até a CNN atribuem o odioso a Israel?
Quem estará a pagar esta fraude informativa?
Alguma TV informou que elementos do Hamas terão disparado morteiros contra a população civil para posteriormente  acusarem os israelitas!? 
Que preço e porquê, não ser colocada a verdade nas informações?
Ler Mais ►

Podemos falar sobre isto?


Morteiro cai no pátio da UNRWA vazio, não matou habitantes de Gaza
O massacre nos hospitais, nas escolas ... Faz parte da palestiniana propaganda. Invariavelmente a Imprensa Ocidental e a ONU caem no engodo. Ou melhor dizendo estão à espera dele....

Lembram-se dos vestidos de noiva e das bonecas los Beirute?


Lembram-se de Muhammad Al Durrah?



E da Família de Huda Ghalia de?


Montagens. Mentiras ou ainda mais dramaticamente ainda mortos pelos próprios palestinianos. Alguém se lembra de uma rectificação nos Jornais? nas rádios? nas televisões?
por  helenafmatos In- Blasfémias

ADENDA:
Líder militar do Hamas rejeita cessar-fogo em Gaza
JN de 29 de Julho
Ler Mais ►

29.7.14

Portugueses Gloriosos - Drª Carolina Beatriz Ângelo

. 29.7.14


Carolina Beatriz Ângelo nasceu na Guarda em 1878, onde fez os estudos primários e secundários.
Em Lisboa, estudou medicina, concluindo o curso em 1902. Nesse mesmo ano, casou-se com Januário Barreto, seu primo e activista republicano.

Carolina Ângelo
Tornou-se a primeira médica portuguesa a operar no Hospital de São José, dedicando-se mais tarde à especialidade de ginecologia. A sua actividade profissional foi conciliada com uma intervenção política e social intensa e marcante. Foi uma das principais activistas da sua época, defensora dos direitos das mulheres, tendo lutado por causas como a emancipação das mulheres e o sufrágio feminino.

Beatriz Ângelo foi também a primeira mulher a votar em Portugal. Numa altura em que o direito de voto era concedido aos cidadãos portugueses, maiores de 21 anos, sabendo ler e escrever e chefes de família, a persistência de Beatriz Ângelo, a ambiguidade da lei e facto de trabalhar, ser viúva e ter a seu cargo uma filha, permitiram-se lutar pela defesa do seu direito.

Carolina «torceu» a seu favor um dos «buracos» da lei ou, se se quiser, da língua portuguesa. Beatriz Ângelo foi sem dúvida uma mulher marcante na história portuguesa.

Em Julho e Agosto de 1911 queixa-se de extremo cansaço, “tenho trabalhado muito”… da sua luta, dos dias inteiros a discutir e a pensar, morre de síncope cardíaca em 3 de Outubro, contando apenas 33 anos de idade. Fontes;Wikipedia/ - http://www.lusoamericano.com/

Nota: A língua Portuguesa é, e continuará a ser, muito traiçoeira. Lembram-se do caso recente nas eleições autárquicas? Presidente DA Câmara, ou Presidente DE Câmara? Mas ao contrário dos dinossauros e gamelistas das nossas autarquias, esta Ilustre Médica, finta a lei por uma causa justa!

video
Ler Mais ►

Oh Zé... Pelo menos devias ter uns trocos para comprar uma fita métrica



O José Alberto Carvalho, no domingo queixumento com o Professor Marcelo por causa de um processo, leu o jornaleco da TVI. Além de se mostrar um razoável consumidor das produções cinematográficas “dos fachas de gaza” (vulgo Hamas da Singapura do médio oriente), mais conhecidas por Pallyhood, ainda acha que a guerra começou com a morte (não execução, execução? ... isso não) de três crianças judias.

Até os peixes têm uma memória mais longa.
Visivelmente contrariado, o Zé admitiu que Israel avisa e torna a avisar sobre os alvos que vai atacar. Em vez de destacar que “os fachas de gaza” (colegas do gazeador de Auschwitz) colocam os populares e crianças propositadamente nas zonas que vão ser atacadas, o muito informado Zé debita bacorada:

- Há um problema: a faixa é muito estreita e as pessoas não têm para onde fugir.
Um incómodo inqualificável... Ou dormem encolhidos com os pés a cheirar a chulé para o general Sisi ou encolhidos com os pés virados para Israel ou ao comprido paralelamente ao mar.


Na Cidade de Gaza (Faixa de Gaza). Said Khatib/AFPSaid Khatib/AFP. Fazendeiro palestino colhe uvas de uma plantação de antigo terreno em Gaza deixado por israelitas

Oh, Zé .... Quando Israel abandonou o seu território ancestral de Gaza deixou hectares e hectares de estufas (Desculpem estar escrito em brasileiro) muito produtivas que os habitantes destruíram, ofereceram-lhe dessanilizadora para terem água (recusaram pois Israel dava água), deixaram estradas e campos férteis … Tinham tudo, a par com centenas de milhões de ajudas europeias, norte-americanas e da ONU para terem sucesso. Enveredaram pelo caminho impossível: tentar mais um genocídio em Israel.

Há um problema Zé. Há gente que vive de comerciar droga, outros da prostituição, outros da escravatura e outros da indústria do ódio. “Os fachas de gaza” - nome de código Hamas - vivem do ódio e da repressão como vive o regime norte-coreano, com o qual o Hamas negoceia: o ódio é uma indústria que cultivam com desvelo e nisso são acarinhados pela UN, ONGs, Qatar e jornalismo halal.
Publicada por Lura do Grilo
Ler Mais ►

A vingança serve-se a frio

José Milhazes

A Rússia foi condenada a pagar 37 mil milhões de euros de indemnização aos antigos proprietários da YUKOS. Pelo Tribunal Arbitral de Haia.


Os graves acontecimentos na Ucrânia têm levado muitos a defenderem o total isolamento político, económico e financeiro da Rússia. Pessoalmente não concordo, antes sou firme adepto de uma integração cada vez maior desse país na comunidade internacional. Não por qualquer benevolência, mas por essa ser uma das formas capazes de obrigar o Kremlin a cumprir o Direito Internacional. A não ser que Moscovo esteja mesmo interessado em isolar-se do mundo e continue a violar as leis internacionais sempre que ache por bem.

De facto, quando sente que é preciso, como nas matanças da Chechénia pelas tropas russas, o Kremlin defende o direito à integridade territorial. Já quando quis ocupar partes de países vizinhos – casos da Ossétia do Sul, da Abkházia ou da Crimeia –, aí argumenta com o direito dos povos à autodeterminação. Mas esta duplicidade não deixa de lhe levantar problemas.
Por exemplo: esta segunda-feira, 28 de Julho, a imprensa russa anunciou que o Tribunal Arbitral de Haia obrigou a Rússia a pagar uma indemnização de 50 mil milhões de dólares (37 mil milhões de euros) até 15 de Janeiro de 2015 aos ex-accionistas da YUKOS, petrolífera que foi confiscada a um dos oligarcas russos Mikhail Khodorkovsky e transformada na empresa “pública” Rosneft, dirigida pelo silovik* Igor Setchin, um dos braços direitos de Putin.

Mikhail Khodorkovsky e o seu sócio Platon Lebedev, num processo judicial claramente político, foram condenados a 10 anos de prisão, pena cumprida quase na íntegra.
Como se costuma dizer, a vingança serve-se fria e parece ser isso o que Lhodorkovsky e Lebedev estão a fazer, em nome do que eles consideram ser a justiça.

Os ex-accionistas da YUKOS tinham pedido uma indemnização de 114 mil milhões de dólares, mas o tribunal de Haia reduziu-a quase a metade. Mesmo assim, 50 mil milhões é muito para um país cujo orçamento anual ronda os 370 mil milhões de dólares. Além disso, Moscovo deverá pagar as custas do preço, que serão mais uns milhões avantajados.
Serguei Lavrov, ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, prometeu que Moscovo “irá lançar mão de todos os meios jurídicos a fim de defender os seus interesses no processo instaurado na base da demanda dos antigos acionistas da YUKOS e Haia”.

Pois bem, é direito da Rússia de recorrer a sentenças desfavoráveis, mas, se perder, terá de desembolsar uma quantia significativa. Caso não o faça, os seus bens no estrangeiro podem ser arrestados.
O Kremlin já teve essa triste experiência nos anos 1990.

*Nome dado aos ex-agentes dos serviços secretos da União Soviética, como o NKVD, a KGB e o FSB. 

Por José Milhazes
Ler Mais ►

Um video absolutamente Fantástico


Esqueçam a música e o cliché da mulher bonita e sedutora cujo poder sexual é sempre sinónimo de perigo ou ameaça para o homem – se fosse apenas pela música e argumento, nem lhe prestaria atenção.
Mas este videoclipe – produzido para o músico francês DyE por um coletivo de realizadores sediados em Paris e Montreal – é provavelmente uma das edições mais tecnicamente fantásticas que já vi. A ideia não é propriamente original para quem conhece o trabalho de Nacho Ormaechea, mas a execução… soberba.
Aviso já: este vídeo não deve ser visto com crianças na sala...
via bitaites
video
Ler Mais ►

28.7.14

8 MILHÕES !

. 28.7.14




8 milhões de visitas no blog, e 98 mil fãs no facebook!
Muito obrigado a todos.
Ler Mais ►

À semelhança do Dubai...

Sua Alteza real o Príncipe Albert II prepara-se para fazer no Mónaco o que já foi utilizado com sucesso no Dubai. Requisitou um estudo a alguns dos melhores gabinetes de arquitectura sobre esta possibilidade de alargamento da área territorial do Mónaco. Como sabem Mónaco tem simplesmente 202 hectares de superfície, sendo o local o mais caro do mundo por m2, seguido por Saint-Jean-Cap-Ferrat (Riviera Francesa) em 3 º Lugar segue Londres e em 4 º lugar encontra-se Hong Kong. Este facto, acicatou a mente do Príncipe Albert, que se propõe levar a efeito este projecto:

Ler Mais ►

O Costa Concórdia seguiu para abate!


Em maio de 2013 esta operação do resgate do "Costa Concórdia" foi no Portugal Glorioso alvo de um artigo pormenorizado que aqui recolocamos para quem na altura não teve a oportunidade de ler.
Finalmente aconteceu o que minuciosamente foi calculado e previsto então.
Hoje Julho de 2014 podemos finalmente ler; Costa Concórdia prepara-se para atracar no porto de Génova
O navio Costa Concórdia, que naufragou a 13 de Janeiro de 2012 causando a morte de 32 pessoas e provocando dezenas de feridos na costa da Itália, prepara-se para atracar hoje no porto de Génova, onde será demolido.
Ler Mais ►

Uma "Brilhante" dedução

O dirigente do PS Eurico Brilhante Dias comentou no Facebook a detenção de Ricardo Salgado, o ex-presidente executivo do Banco Espírito Santo (BES), lançando uma interrogação. “Quem sabe sabe e o Ricardo sabe. E se ele conta o que sabe? E o que saberá?”, questionou o porta-voz do secretariado nacional do Partido Socialista. 
Via Observador

Pode estar certo que, se Ricardo Salgado vier a pôr a boca no trombone, muitos dos seus camaradas vão bater com os costados na Carregueira! A única duvida que resta, é saber se este hotel terá quartos para tanta gente!

Ler Mais ►

27.7.14

Aos apoiantes do "HAMAS"

. 27.7.14

Tenho verificado que existem muitos apoiantes desta célula terrorista, que se faz acompanhar pelos assassinos do ISIS e da Irmandade Muçulmana.Francamente nunca julguei encontrar nas redes sociais e na NET em geral, tanta gente que demonstra simpatia por estes bárbaros.Claro que isso acontece, pois eles para já, estão longe de nossas casas.


No DN de hoje podemos ler:
Israel foi atingido hoje de manhã por foguetes disparados da Faixa de Gaza anunciou o exército, acrescentando que as forças israelitas não responderam com ataques aéreos.
Cinco foguetes atingiram Israel, nas regiões de Ashdon e Ashkelon (no sul), enquanto outros dois foram interceptados no centro do país pelo sistema antimíssil "Iron Dome" (Cúpula de Ferro), acrescentou o exército.
Um disparo de morteiro matou o 43º soldado de Israel.
"Continuamos a respeitar a trégua humanitária. Não houve ataques aéreos apesar dos disparos de foguetes", disse o porta-voz do exército israelita, citado pela agência France Presse. 
Cerca de 20 foguetes foram disparados durante a noite, tendo sido interceptados por "tiros de artilharia localizados". O gabinete de segurança israelita, que reúne os principais ministros, respondendo favoravelmente a um pedido das Nações Unidas, aceitou prolongar até à meia-noite de domingo (22:00 horas de Lisboa) o cessar-fogo humanitário cumprido durante o dia de sábado.

O movimento islamita Hamas recusou o prolongamento da trégua, que sábado permitiu às equipas de emergência retirarem mais de uma centena de corpos dos escombros. O gabinete de segurança israelita deverá voltar a reunir-se hoje, segundo os media locais.
A operação israelita "Protecção da fronteira", que visa destruir a capacidade de fogo do Hamas, começou a 08 de Julho tendo entrado nove dias depois na fase terrestre.
Mais de 1.000 palestinianos, na grande maioria civis, morreram na operação, segundo os serviços de socorro palestinianos. Do lado israelita, morreram 43 soldados e três civis.

Mas quem é o HAMAS?
O Hamas é uma ramificação da irmandade muçulmana, que em 2007 assassinou os seus rivais do Fatah e tomou o poder à força. 
Desde então, a ditadura do Hamas, ao invés de construir um Estado, dedicou-se a transformar Gaza numa base militar, repleta de armas, com o intuito declarado (na sua constituição) de estabelecer um estado muçulmano em toda a região de Israel e Palestina. 
Ao invés de construir escolas, hospitais, indústrias, estradas, o Hamas construiu quilómetros e quilómetros de túneis subterrâneos para fazer ataques a Israel, gastou milhões na importação e produção de foguetes, lançadores, morteiros, armas.
Deliberadamente os colocou em escolas, hospitais, mesquitas e casas particulares (contrariando a convenção de Genebra), este enorme arsenal, de onde disparam os seus mísseis contra Israel.
Ismail Haniyeh, líder do Hamas diz:  – “ O inimigo [ Israel ] cairá através do amor que os nossos homens tem pela morte, como eles têm pela vida” 
O  HAMAS está pouco preocupado com a sofrida  população palestiniana, principalmente crianças e mulheres que, lhes tem servido de escudo humano.
É por isto e por isso, difícil  entender e compreender que ainda  haja seres pensantes que apoiem estes selvagens
ADENDA:
Este fim de semana replicam-se as manifestações das esquerdas europeias em favor do Hamas e contra Israel, salientando-se a crueldade dos israelitas contra as crianças palestinianas.
Se bem que se lamente toda e qualquer morte de crianças, em especial, quando são deliberadamente colocadas no caminho das bombas para que a sua morte  possa ser explorada pela comunicação social, não se pode deixar de saudar a forma elevada e edificante com que o Hamas trata as suas próprias  crianças em tempo de Paz.
Ler Mais ►

O Boeing 787 Dreamliner


A gigante Boeing, após o sucesso europeu com os Airbus, não ficou de braços cruzados e construiu um avião comercial que tem uma versatilidade impressionante.

O Boeing 787 Dreamliner
Este avião foi lançado comercialmente em 2011 e tem sido um sucesso de vendas. O Boeing 787 é produzido com 50% de material compósito, 20% de alumínio, 15% de titânio, 10% de aço e 5% de outros materiais. O Boeing 777 possui somente 12% de material composto e 50% de alumínio. Outro factor interessante é que ele auto-detecta erros e transmite imediatamente para o solo. Assim, quando o avião pousar, a equipa de manutenção saberá qual o problema a ser resolvido.
O voo deste aparelho mais parece (com as devidas distâncias) de um caça e não de um comercial.
Deixamos-lhes um pequeno vídeo, onde se pode comprovar que realmente a versatilidade é inquestionável, inclusive o espaço necessário para a aterragem.

Ler Mais ►
SIGA NAS REDES SOCIAIS